segunda-feira, 10 de março de 2008

Amigas




São tão amigas,
que voltam.
são tão fraternas,
que se unem.
São tão simples,
que cativam.
São tão desprendidas,
que doam.
São tão dignas,
que amam, compreendem e perdoam.
As amigas
São tão necessárias,
que sempre se fazem presentes.
São tão grandes,
que se distinguem.
São tão dedicadas,
que edificam.
São tão preciosas,
que se conservam.
São tão irmãs,
que partilham.
São tão sábias,
que ouvem, iluminam e calam.
As amigas
São tão raras,
que se consagram.
São tão frágeis,
que fortalecem.
São tão importantes,
que não se esquecem.
São tão fortes,
que protegem.
São tão presentes,
que participam.
São tão sagrados,
que se perenizam.
São tão santas,
que oram.
São tão solidárias,
que esquecem de si mesmos.
São tão felizes, que fazem a festa.
As amigas
São tão responsáveis,
que vivem na verdade.
São tão livres,
que crêem.
São tão fiéis,
que esperam.
São tão unidas,
que prosperam.
São tão amigas,
que doam a vida.
São tão amigas, que se ETERNIZAM

Um comentário:

Anônimo disse...

See Here or Here